7 de junho de 2011

ESS deve atingir R$ 109 milhões em maio

O Encargo de Serviços do Sistema (ESS) deve atingir R$ 109 milhões no mês de maio, de acordo com estimativas da ABRACE (Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres). A cobrança está relacionada aos custos para geração de eletricidade em termelétricas devido a restrições de operação do sistema, principalmente pelo fato de o sistema de transmissão que integra os estados do Acre e Rondônia ao Sistema Interligado Nacional ainda não estar funcionando adequadamente.

Se essa estimativa for confirmada, a cobrança de ESS passará de R$ 500 milhões nos cinco primeiros meses deste ano. "A redução da cobrança de encargos é uma das principais formas de reduzir o custo da eletricidade no país. Atualmente, a energia usada pela indústria brasileira está entre as mais caras do mundo e a situação tem piorado, em particular devido à perpetuação da RGR por mais 25 anos", alerta o presidente-executivo da ABRACE, Paulo Pedrosa. "A energia cara compromete nossa competitividade no mercado internacional e favorece a importação de bens produzidos com energia mais barata, disponível nos competidores internacionais", completa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário