2 de junho de 2011

Energia competitiva, um bom investimento

Artigo de Paulo Pedrosa, presidente executivo da ABRACE e coordenador do PEC, publicado dia 2 de junho em O Estado de S. Paulo.

O Brasil apresenta três diferenciais competitivos que lhe garantem condições para despontar como uma das economias mais importantes deste século: tem o maior porcentual de sua população querendo participar dos mercados de trabalho e de consumo da sua história; indústrias com escala e integração; e potencial para ter uma das melhores matrizes energéticas do mundo, podendo oferecer energia competitiva, majoritariamente renovável e nacional. Mas as oportunidades únicas que esses diferenciais trazem ao País poderiam ser potencializadas por meio do melhor aproveitamento da última variável. Leia o artigo na íntegra

Nenhum comentário:

Postar um comentário