16 de dezembro de 2010

Custo da energia pode ser reduzido para todos, diz entidade

A Abrace (associação que reúne grandes consumidores de energia) afirma que defenderá redução do custo de energia para todos os consumidores na Aneel (agência nacional do setor). A agência realiza hoje audiência pública do terceiro ciclo de revisão tarifária das empresas distribuidoras de energia. As tarifas são reavaliadas a cada quatro anos.

Entre 2013 e 2015, vencerão contratos de concessão de usinas como Furnas, Chesf, Cemig e Copel. Cerca de 30% do parque gerador que hoje está com certas empresas não poderia ter concessões renovadas, pela regra atual segundo a Abrace.

O presidente-executivo da entidade, Paulo Pedrosa, afirma que a Abrace aceitaria a renovação das concessões para distribuidoras, desde que em condições mais adequadas para quem consome. "Queremos que haja um benefício para todos os consumidores. As usinas já foram pagas. O preço da energia deverá refletir a redução de custos operacionais", diz. "Pagamos, inclusive com empréstimo compulsório, pela construção das usinas", acrescenta Eduardo Carlos Spalding, vice-presidente do conselho diretor da entidade. "Cada real a menos no custo representa ganho de R$ 8,60 em valor do PIB, com taxa de retorno de 7.600%, segundo estudo da FGV. O governo seria o maior ganhador", diz Pedrosa.

Fonte: Folha de S. Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário